04/06

Dia dos namorados – com filhos!

Dicas & Resenhas, Outros, Para a Mamãe Borogodó - Por Carina Hatano Czerveny

Olá, minhas queridas do doce arteRia. Tudo bem com vocês?

As românticas de plantão (eu!) preparam esse dia com todo amor e carinho, pensando em cada detalhe (presente, jantar/sobremesa, decoração, etc), se organizam antecipadamente e esperam, pela melhor data – o dia dos namorados.

Mas aí, a vida de vocês ganham um presente lindo de Deus, um amor em forma de gente, o nosso coração batendo fora do nosso corpo, e, muitos casais, deixam de comemorar esse dia tão lindo e especial – que renova, floresce e relembra o amor de vocês, muitas vezes, deixado um pouquinho de lado, pela rotina do dia-a-dia.

Por isso, minhas mamães, neste dia dos namorados que está por vir, nada de desculpas! O dia será celebrado sim, em grande estilo sim, e com eles, nossos filhos.

Mas Carina, eu não tenho com quem deixar o meu filho (a) e como vou fazer? Minhas queridas, neste exato momento, eu também não tenho com quem deixar o Lilo e nem por isso, deixarei de comemorar.

Por isso, vou te dar algumas dicas valiosas para aproveitarem esse momento com muito amor e interação com a família.

Vamos lá?

1. Café da manhã

Como começar o dia sem? Aqui em casa, durante a semana, não costumamos tomar café da manhã juntos, porque a nossa rotina é bastante corrida e quando deixo o Murilo na escola, ele ainda está dormindo. Mas…

Você pode preparar um café diferente, que tal na cama? Prepare uma bandeja bem linda, com frutas e pães cortados em formato de coração, com flores para decorar e uma mensagem bem fofa, escrita por você e pelo pequeno, ou, pelo marido e pelo filho (a).

Tem como o dia ser ruim?

2. Mensagens durante o dia

Durante todo o seu dia, que tal mandar mensagens para o marido/esposa/namorado(a)? Caso não tenha feito isso com frequência, é uma boa ocasião para lembrar ele/ela do quanto é importante para você e como a sua vida fica mais feliz com ele/ela por perto.

Vamos praticar?

3. Um mimo para o amor

Quem é que não gosta de um presentinho? Um mimo? Na hora da compra, vá com o filho (a), será um momento só de vocês e tenho toda a certeza do mundo que eles vão amar.

4. Decorando a casa

Se o seu pequeno (a) já tiver idade suficiente para te ajudar, o inclua na decoração, eles adoram.

Abuse da sua imaginação: coloque velas aromáticas, pétalas por toda casa, corações de papel, recadinhos, uma iluminação aconchegante, música ambiente suave e arrume a mesa com a louça mais linda que tiver.

5. É hora de pensar no jantar

Quando é somente o casal, pensamos em algo mais sofisticado e leve, mas, quando tem criança linda envolvida, a história muda um pouco, mesmo porquê, muitas vezes, eles não gostam desse cardápio leve e sofisticado (rs).

Por isso, pense numa alternativa que toda a família se delicie e aproveite o momento ou então, peça um delivery e está tudo resolvido.

6. E a bebida alcoólica?

Aqui, te dou duas opções:

  • Aos papais: taça de vinho e/ou espumante.
    Aos pequenos: além dos sucos e refri (se for o caso), criem água saborizadas para eles.
  • Drink´s sem álcool: façam com frutas, sucos, chás, água com gás – abusem da criatividade

E não esqueçam: coloquem em taças e/ou copos bem lindos e decorados, ficará um charme.

7. Tem sobremesa?

Tem, sim Sr!

Não consigo pensar nada além de um delicioso fondue de frutas com chocolate. Acredito que não tem erro e agrada toda a família, né?! Para as mamães de recém-nascidos, eles não se incomodarão de os papais saborearem essa delícia.

8. Dançar para esquentar

Façam uma playlist anteriormente e no dia, apertem o play. Dançar aquece o corpo e o coração; Traz um momento de descontração e união.

Seu filho (a) ficará cansadinho, ainda mais após um dia de escola (se for o seu caso) e vai dormir em breve.

9. Cinema em casa

Para diminuir a adrenalina e começar a relaxar, que tal um filminho ou uma série?

Escolha um que agrade toda a família e te garanto, pouco tempo depois, seu anjinho (a) estará feliz e dormindo, para assim, os papais poderem namorar.

10. Mudanças de plano

E se o papai e/ou mamãe estiver viajando? E se o pequeno não estiver bem de saúde? E se ele (a) estiver tão cansado (a), irritado (a), e ficar chorando a noite toda?

Bem, nós mamães e papais, sabemos que tudo isso pode acontecer sim, porque eles são imprevisíveis, mas, não tem problema. Se não der certo, por algum motivo, oportunidades não lhe faltarão. Que tal comemorar no dia seguinte? Ou no próximo final de semana?

Daremos um jeitinho, certo?

É isso aí, minhas queridas arteiRas. Quero saber tudinho como foi o dia dos namorados de vocês. O nosso, postarei no Instagram (@docearteria)

Beijinhos e até a próxima!

02/06

10 Ideias (de atividades) para trabalhar em casa

Dicas & Resenhas, Outros, Para a Mamãe Borogodó - Por Carina Hatano Czerveny

Olá, queridas do doce arteRia. Tudo bem com você?

Se você está de licença maternidade, pensando no retorno ao trabalho e com aquela angústia danada no peito só de imaginar em ter que deixar o seu bebê e, está tentando pensar em outras alternativas, fique ligadinha neste post, porque te darei algumas opções para trabalhar em casa.

O mesmo vale para aquelas pessoas que estão esgotadas das atividades que desenvolvem e que não tem o devido reconhecimento. Ou ainda, para aquelas pessoas que amam o seu trabalho, mas querem algo novo para, além de fazer o que gosta, ter uma distração e conseguir uma renda extra (eu!).

Vamos lá?

1. Doces

Gente, fala sério. Quem é que não gosta de doces? Tá, pode até ter um e outro que não aprecie essa maravilha, mas a grande maioria gosta e MUITO, certo? Se você tem o dom para fazer essas delícias, invista nela. Acho um trabalho lindo – poder adoçar a vida das pessoas e contribuir para a felicidade delas.

Dica da mamãe: faça cupcake, bolo no pote, docinhos gourmet, popcake, palha italiana, alfajor, pão de mel, bolo para festas, bolo simples, maça do amor, pipoca gourmet, geladinho gourmet. Opções não lhe faltam.

2. Papelaria personalizada

Não é um charme quando vamos a uma festa e nela, vimos aquelas decorações divas, toda personalizada? Se você adora uma festa (como eu) e gosta, ainda mais, de decorar e pensar em cada detalhe, que tal começar a pensar em trabalhar com papelaria personalizada? Procure um curso online (tem de monte) e deixe a criatividade invadir a sua imaginação.

Dica da mamãe: Decore festas, faça lembrancinhas e personalizados para festa de aniversário, de noivado, casamento, chá de bebê/fralda/revelação, batizado e, depois que já estiver porreta nisso, faça parcerias com casas de festas e eventos, o sucesso será garantido.

3. Comidas congeladas

Hoje em dia, o que as pessoas menos tem, é o dito tempo. E tudo o que surge para nos ajudar a poupá-lo é bem-vindo. Por isso, as comidas congeladas são grandes aliadas nessa nossa rotina maluca. Mas, nós sabemos que muitas vezes, as pessoas realmente não conseguem prepará-las, seja pela escassez do tempo ou seja pela preguiça. Sendo assim, ter alguém que faça isso por nós, é mara.

Dica da mamãe: faça comidas congeladas triviais, essas que adoramos comer no nosso dia-a-dia e faça também, as marmitinhas fit, ultra mega blaster procuradas ultimamente. Aqui, também é válido fazer parcerias com restaurantes e mercados.

4. Importação

Importar produtos de outros lugares do mundo para revender aqui, no Brasil, pode ser altamente lucrativo. Já pensou nisso? Pode vender algo que você goste, pagar menos pelo produto e ainda ter lucro com ele? Que maravilha, gente!

Dica da mamãe: faça importação de roupas femininas, de roupas para bebês, acessórios femininos, acessórios para bebês, produtos de papelaria, produtos de beleza, produtos para pet, produtos fitness, produtos eletrônicos, bigigangas, opções também não faltam.

5. Trabalhando com a Internet

Você é viciadinha em Internet? Então, aqui é o nicho certo para você! Tudo o que você vai precisar é de um computador, boas ideias e uma câmera fotográfica.

Dica da mamãe: faça um blog sobre um assunto que ama e tem conhecimento, a mesma coisa vale para um canal no Youtube. Abra uma loja virtual, uma lojinha no Instagram ou no site “Enjoei”. Trabalhe com marketing de afiliados e/ou faça um e-book sobre um assunto que você domine.

6. Serviços de beleza

Trabalha num salão e está doidinha pela sua liberdade e autonomia? Que tal se entregar num serviço a domicílio? Ou até mesmo, abrir uma porta da sua casa e ter um cantinho só seu, com a liberdade de horários e tudo mais.

Dica da mamãe: ofereça serviços de manicure/pedicure, depilação, maquiagem, corte de cabelo, pintura, estética ou, personalize o serviço e ofereça a sua especialidade, se dedique a ela e seja a referência nesse ramo.

7. Moda

Gosta de moda e tudo o que é inerente a ela? Suas amigas e outras pessoas sempre elogiam o seu jeito de vestir, a sua autenticidade e estilo? Que tal transformar esse dom em profissão?

Dica da mamãe: ofereça serviço de Personal Stylist, Personal Shopper, consultor de imagem.

8. Artesanato

Quem tem o dom tem, pronto e acabou né? Pra que dizer mais?

Dica da mamãe: pintura em caixas e tecidos, crochê, tricô, sabonete e velas artesanais, acessórios para pet, bonecas de pano, fuxicos, biscuit, laços, tiaras, cachecóis.

9. Conhecimentos gerais

É crack em algum assunto? Matéria? Vamos ganhar dinheiro com isso? E em casa?

Dica da mamãe: trabalhe como professor particular, tradutor, professor de algum instrumento musical, canto ou de algum esporte.

10. Costura

Todo mundo precisa de uma costureira, né? Então, sem mais.

Dica da mamãe: faça costuras no geral, somente barras ou se especialize em algo específico, como vestidos de noivas, fantasias, vestidos de festas, ternos, etc.

É isso, minhas queridas arteiRas. Seja numa dessas atividades ou em outra, o importante é vocês serem felizes na escolha de vocês!

Beijinhos e até a próxima.

03/05

Bolsa maternidade: item necessário ou dispensável?

Dicas & Resenhas, Outros, Para a Mamãe Borogodó - Por Carina Hatano Czerveny

Olá, queridas do doce arteRia. Tudo bem?

O post de hoje é sobre bolsa maternidade. Será que é um item essencial para nós mamães?

Quem me conhece, sabe que sou louca, vidrada, viciada, apaixonada por bolsas. Antes mesmo de engravidar, ficava pensando no modelo ideal que eu escolheria, mas, como mamãe de primeira viagem, pisei na bola feio, comprei mais do que deveria e precisava. Às vezes exageramos né?

Você vai precisar de uma bolsa, sim! Mas, não necessariamente, bolsa maternidade e vou te dizer o porquê!

Por que dizer não a bolsa maternidade?

Não tem muito mistério.

Primeiro, usou o termo maternidade, o preço duplica, os preços são abusivos. Outra, você pode usar qualquer bolsa que queira e que seja do seu agrado. O essencial é uma bolsa para o dia-a-dia e uma mala, para viagens. O restante, você pode até usar, mas não é primordial.

Mas eu quero mesmo assim, então, qual o modelo ideal?

Caso você não abra mão de uma bolsa específica para maternidade, o modelo a escolher é muito particular, mas hoje, eu escolheria uma mochila que fosse leve, bonita, com bastante divisórias e num tamanho que coubesse tudo o que preciso. Esse modelo de bolsa é super versátil e ótima para carregar, por isso, uma boa escolha, na minha opinião.

Vejam as opções fofas de mochilas que separei para vocês, mas como disse, os preços são salgadinhos.

Minhas Escolhas

Mas, como assim, Carina? Você disse que a bolsa maternidade (específica) não é um item necessário e utiliza várias? Então, minhas queridas arteiRas, como na época eu já havia comprado todas elas, o que me restou, foi usá-las, mas volto a dizer que hoje, meu modelo seria único e no estilo mochila.

Quando o Murilo cresceu, aposentei essas bolsas e comprei outra mais descontraída.

Ela é pequena e só não me agradou pelo tamanho, porque ainda, somos nós quem carregamos e dependendo do lugar que íamos e da quantidade de tempo que ficávamos no local, ela não era suficiente para levar tudo o que precisávamos. Por isso, como fiz aniversário recentemente e tinha ganho um vale presente de uma amiga, numa loja que eu adoro, peguei essa mochila linda e de um tamanho perfeito pra mim, neste momento.

Por isso que digo, precisamos sim de uma bolsa, mas não necessariamente específica de maternidade.

Você que já é mamãe, qual modelo escolheu? Compartilhe a sua experiência com a gente!
Beijinhos e até a próxima.