21/03

4 Dicas criativas de presentes para dar no 18º aniversário do seu filho

Estou Grávida, Ma-Mãe - Por Carina Hatano Czerveny

Quando o bebê está a caminho, pensamos num monte de possibilidades para tornar este momento ainda mais especial: sessões de fotos de todos os jeitos, os chás – de revelação, de bebê, fralda e afins; lembrancinhas e personalizados, enfim, todos os preparativos até a grande e esperada chegada do nosso bem mais precioso.

Além de tudo isso, o doce arteRia criativa, com a ajuda 100% do marido, dá a vocês, 4 dicas criativas para fazerem quando o bebê nascer (e posteriormente também), as quais poderão ser entregues ao (à) filho (a) quando eles fizerem 18 anos.

Fonte: https://br.pinterest.com/pin/308426274467221830/

1. Colocar dentro de uma mochila, objetos significativos referentes ao dia, mês ou ano do nascimento do bebê. Ex: jornal do dia, revistas, embalagens, etc. No nosso caso, o marido utilizou uma mochila que ele gosta muito e colocou algumas revistas “Veja”, pois era um assunto que todos esperavam na época, o impeachment da Dilma; comprou a camiseta do time de futebol da cidade que foi campeão na ocasião; lata de coca cola do ano; lata de coca com o nome dele (estava na moda né?) o livro Guinness; lembrancinhas do chá de fralda, batizado e aniversário de 1 ano, etc.
A mochila será entregue ao Murilo quando ele fizer 18 anos.

2. Comprar um caderno e pedir para familiares e amigos deixarem um recado para seu/sua filho (a) e entregar o caderno quando ele (a) fizer 18 anos.
Compramos um caderno e pedimos para alguns amigos, familiares e as primeiras professoras do Murilo para deixarem um recado p/ ele. Gente, é emocionante, vale super a pena fazer!

3. Outra opção para deixar recados para ele/ela é vocês escreverem uma carta em cada aniversário até o 18º aniversáio e colocar dentro daquela mochila.

4. Guardar a sua pulseira do hospital, a pulseirinha do bebê, as luvinhas, meias, o gorrinho, a primeira foto registrada (aquela clássica, com a mamãe e o bebê ainda na sala de parto) e outros objetos que foram significativos e colocar numa moldura. Esta ideia já existe por aí há algum tempo, mas ainda continua super IN e lindo.

Mamães, vocês fizeram algo diferente? Compartilhem as suas ideias!
Beijinhos

21/03

10 Sinais de que está na hora de ter um bebê

Ma-Mãe, Quase Mamãe - Por Carina Hatano Czerveny

Queridas arteiRas,

É tão difícil nós sabermos qual é o momento de ter nosso bebê, não é mesmo? Eu mesma, quis me estabilizar profissionalmente, estudar, fazer cursos, viajar, aproveitar o máximo da vida e o tempo foi passando. Se formos esperar o momento certo, na verdade, não sei se ele existe, pois acredito que sempre estaremos em busca de algo para fazer. Mas, no nosso caso, alguns sinais foram aparecendo e quero compartilhá-los com vocês.

Fontes:https://br.pinterest.com/pin/308426274467221922/
https://br.pinterest.com/pin/308426274467221915/

1. Vocês já aproveitaram para viajar, passear e curtir a vida;
2. Vocês se amam, mas parece que está falando alguma coisa;
3. Já compraram um cachorro ou gato;
4. Você já não liga mais se esqueceu de tomar uma pílula da cartela do anticoncepcional;
5. Quando você vê a sua amiga com o (a) filho (a) fica se imaginando nesta situação e adora a sensação;
6. Fica imaginando onde será o quarto do bebê na sua casa e até ousa em pensar na decoração;
7. Pensa em quem será sua (seu) obstetra e no pediatra também;
8. Fica imaginando se será menino ou menina e logo em seguida já pensa, se vier com saúde é o que importa;
9. Vocês sonham com esse momento juntos;
10. Quando o marido te fala que vai jogar o anticoncepcional pela janela se você não parar.

E vocês, já vivenciaram ou estão vivenciando isso? Contem suas experiências!
Beijinhos

21/03

Licença maternidade = Férias?

Ma-Mãe, Sou Ma-Mãe - Por Carina Hatano Czerveny

Acorda, troca a fralda, faz mamá, dá fruta. Está muito quente, troca a roupa, faz frio, agasalha. Brinca, estimula, lê livro. Ninguém é de ferro, coloca a Galinha Pintadinha, o Show da Luna, o que for! Começa a lavar a louça, não vou conseguir terminar. É hora de trocar a fralda de novo, cocô! Meu Deus, cocô, que lambuzeira! Vazou, vou ter que dar banho! Coloco no berço, no carrinho, deixo no chão? Preciso pegar as roupas, a fralda, encher a banheira, buáááááá, “calma filho, mamãe já vai”. Ufa!
Banho tomado. Vomitar agora? Jura? Outra roupa. Almoço, água, brincar, hora de dormir. Dor-mir! (será que durmo junto? Preciso terminar de lavar aquela louça, colocar água e comida p/ o Costelinha) Buáááááá. Mas…já…acordou? Pega no colo, coloca no chão, vem para o colo de novo. Beijos, muitos beijos, cheirinho no pescoço, “ai que delícia ter você”. Estou cansada, aliás, muito cansada! Preciso ir ao banheiro, mas agora não dá! Vou esperar o papai chegar, olho para o relógio, ih, ainda vai demorar.

Fonte: https://br.pinterest.com/pin/173951604334158270/

Quer mamar? Mamãe vai dar, dormiu, dormiu mamando. Só por precaução, não vou me mexer! Talvez respirar um pouco eu consiga, ufff, não acordou?! Como estou cansada, como ele é lindo, uma bênção de Deus, obrigada Deus! Dormi…
Buáááááá, “meu amor, que saudade”!! Troca fralda, vamos jantar, papai está chegando. Ma-ma – “oi meu amor, mamãe te ama”. Uma colher, duas colheres, “que lindo meu amor”. Três, quatro…“calma, cuidado, está gostoso o papa da mamãe?” Oba, papai chegou!! Preciso ir ao banheiro. Buáááááá, “mamãe já volta”, buáááááá, buáááááá. “Olha o Costelinha, filho”. “Cheguei, meu amor”. Água, troca a roupa para dormir, brinca, não posso estimular muito agora. É a hora da rotina do sono! Mas que rotina? Já passou da hora! Hoje não vai ter rotina, só hoje. Não é possível que ele não vai dormir bem só por causa disso. Ok! Vamos para cama (sim, ele dorme conosco. Sobre isso, um outro post). Mas eu não tomei banho ainda. Mamãe vai tomar banho. Buáááááá. “Já volto, papai vai brincar com você”. “Cheguei, vamos dormir”. Deita, levanta, deita, levanta, deitou, dá mamá, está quase dormindo…Dormiu! Até às 02:00H. Buáááááá, chupeta, cadê a chu? Achei, coloca na boca. Vira p/ um lado, vira p/ o outro. A melhor posição é atravessado. Cobre, descobre, cobre, descobre. Troca a fralda antes que acorde. Vou voltar a dormir, estou cansada. Meu Deus que anjinho, como ele é lindo dormindo, acho que vou tirar uma foto. Não dá, está escuro! Flash! Não, flash agora não. Deixa então. Mas como é lindo.
Já amanheceu? Eu nem dormi direito! Ok, vamos lá…

Quem aí acha que licença maternidade é férias?!
Mamães, contem suas experiências 😉