21/03

4 Dicas criativas de presentes para dar no 18º aniversário do seu filho

Estou Grávida, Ma-Mãe - Por Carina Hatano Czerveny

Quando o bebê está a caminho, pensamos num monte de possibilidades para tornar este momento ainda mais especial: sessões de fotos de todos os jeitos, os chás – de revelação, de bebê, fralda e afins; lembrancinhas e personalizados, enfim, todos os preparativos até a grande e esperada chegada do nosso bem mais precioso.

Além de tudo isso, o doce arteRia criativa, com a ajuda 100% do marido, dá a vocês, 4 dicas criativas para fazerem quando o bebê nascer (e posteriormente também), as quais poderão ser entregues ao (à) filho (a) quando eles fizerem 18 anos.

Fonte: https://br.pinterest.com/pin/308426274467221830/

1. Colocar dentro de uma mochila, objetos significativos referentes ao dia, mês ou ano do nascimento do bebê. Ex: jornal do dia, revistas, embalagens, etc. No nosso caso, o marido utilizou uma mochila que ele gosta muito e colocou algumas revistas “Veja”, pois era um assunto que todos esperavam na época, o impeachment da Dilma; comprou a camiseta do time de futebol da cidade que foi campeão na ocasião; lata de coca cola do ano; lata de coca com o nome dele (estava na moda né?) o livro Guinness; lembrancinhas do chá de fralda, batizado e aniversário de 1 ano, etc.
A mochila será entregue ao Murilo quando ele fizer 18 anos.

2. Comprar um caderno e pedir para familiares e amigos deixarem um recado para seu/sua filho (a) e entregar o caderno quando ele (a) fizer 18 anos.
Compramos um caderno e pedimos para alguns amigos, familiares e as primeiras professoras do Murilo para deixarem um recado p/ ele. Gente, é emocionante, vale super a pena fazer!

3. Outra opção para deixar recados para ele/ela é vocês escreverem uma carta em cada aniversário até o 18º aniversáio e colocar dentro daquela mochila.

4. Guardar a sua pulseira do hospital, a pulseirinha do bebê, as luvinhas, meias, o gorrinho, a primeira foto registrada (aquela clássica, com a mamãe e o bebê ainda na sala de parto) e outros objetos que foram significativos e colocar numa moldura. Esta ideia já existe por aí há algum tempo, mas ainda continua super IN e lindo.

Mamães, vocês fizeram algo diferente? Compartilhem as suas ideias!
Beijinhos

21/03

10 Sinais de que está na hora de ter um bebê

Ma-Mãe, Quase Mamãe - Por Carina Hatano Czerveny

Queridas arteiRas,

É tão difícil nós sabermos qual é o momento de ter nosso bebê, não é mesmo? Eu mesma, quis me estabilizar profissionalmente, estudar, fazer cursos, viajar, aproveitar o máximo da vida e o tempo foi passando. Se formos esperar o momento certo, na verdade, não sei se ele existe, pois acredito que sempre estaremos em busca de algo para fazer. Mas, no nosso caso, alguns sinais foram aparecendo e quero compartilhá-los com vocês.

Fontes:https://br.pinterest.com/pin/308426274467221922/
https://br.pinterest.com/pin/308426274467221915/

1. Vocês já aproveitaram para viajar, passear e curtir a vida;
2. Vocês se amam, mas parece que está falando alguma coisa;
3. Já compraram um cachorro ou gato;
4. Você já não liga mais se esqueceu de tomar uma pílula da cartela do anticoncepcional;
5. Quando você vê a sua amiga com o (a) filho (a) fica se imaginando nesta situação e adora a sensação;
6. Fica imaginando onde será o quarto do bebê na sua casa e até ousa em pensar na decoração;
7. Pensa em quem será sua (seu) obstetra e no pediatra também;
8. Fica imaginando se será menino ou menina e logo em seguida já pensa, se vier com saúde é o que importa;
9. Vocês sonham com esse momento juntos;
10. Quando o marido te fala que vai jogar o anticoncepcional pela janela se você não parar.

E vocês, já vivenciaram ou estão vivenciando isso? Contem suas experiências!
Beijinhos

21/03

Mamadeiras: AVENT X MAM

Dicas & Resenhas, Filhos - Por Carina Hatano Czerveny

Quando eu engravidei, a minha intenção sempre foi de amamentar. Como eu já tinha lido em alguns blogs e algumas amigas já tinham me dito pra eu ter uma mamadeira em casa, em caso de emergência, optei por prevenir.
Nesta saga, pesquisei muito sobre as marcas, qual comprar, vantagens e desvantagens de cada uma e, no primeiro momento, a minha opção foi de comprar uma mamadeira pequena (125 ml), da Philips AVENT. Posteriormente comprei a da MAM também.

Mamadeira Philips AVENT – Pétala:

Preço médio pequena (125 ml): R$54,90
Média (260ml): R$70,56
Grande (330ml): R$79,60

Promessa do produto: “O bico largo em formato de seio estimula a amamentação natural (como se fosse no seio), facilitando a amamentação pelo seio e pela mamadeira. As pétalas na parte interna do bico proporcionam maciez e flexibilidade sem contrair o bico. Uma amamentação mais confortável e agradável para o seu bebê. A inovadora válvula dupla reduz a cólica e o desconforto ventilando ar para dentro da mamadeira em vez da barriga do bebê. A inovadora válvula dupla reduz a cólica e o desconforto ventilando ar para dentro da mamadeira em vez da barriga do bebê. Gargalo amplo que facilita a limpeza e o uso. Poucas peças para uma montagem prática e rápida. A nova mamadeira natural Philips AVENT foi fabricada com materiais isentos de bisfenol (polipropileno). A nova mamadeira Pétala Philips AVENT está disponível em três tamanhos: 125ml, 260ml e 330ml. Todas em embalagens contém uma mamadeira.

Opinião da mamãe: Gente, p/ mim foi a melhor mamadeira que eu usei, até o momento. Por ela ter poucas peças, é super prática p/ montagem, uso e limpeza. O Murilo se adaptou muito bem a ela, sem falar na ergonomia do produto, desde pequeno conseguia segurar a mamadeira sozinho. Posteriormente, acabei comprando mais duas mamadeiras de 330ml. Com relação a redução de cólica proposta pelo fabricante, no nosso caso não deu certo, Murilo teve as terríveis cólicas até o terceiro mês de vida.
Super indico para as mamães, cujo o filho faz uso de mamadeiras, e para aquelas que estão fazendo o enxoval. Gente, realmente é importante ter em casa, se eu não tivesse comprado a minha, o transtorno teria sido muito maior.

Mamadeira MAM – First Bottle:

Preço médio: R$75,90

Promessa do produto: “A Mamadeira da MAM traz toda segurança e qualidade para que seu bebê tenha uma alimentação saudável. O produto reduz cólicas e regurgitação, devido sua base ventilada e ao seu bico que possui exclusiva tecnologia MAM Silk Touch, proporcionando mais maciez e conforto ao pequenino. Sua abertura é super larga, permitindo facilidade na limpeza e autoesterilizável no micro-ondas. Com MAM você terá praticidade e facilidade na hora de alimentar seu bebê!”

Opinião da mamãe: Quando eu percebi que não conseguiria amamentar, corri para testar uma outra opção de mamadeira, porque sempre gostei de ter um produto para comparar. Depois de pesquisar bastante, uma segunda marca que me chamou a atenção foi a MAM, ainda mais que uma das características era de ser autoesterilizável. Mas, como assim? Não precisamos esterilizar a mamadeira? Calma, gente! Não é bem assim.
A mamadeira da MAM é super desmontável e as peças se encaixam de uma forma que você coloca um pouco de água na base da mamadeira e leva ao micro-ondas, sem necessidade de esterilizador portátil, excelente para viagens. Para mim, essa é a sua maior vantagem. No entanto, justamente por ser mega desmontável e por ter várias peças, acaba sendo mais trabalhoso para montar (mas nada anormal!). É preciso lavar bem as peças, porque já aconteceu de eu lavar super rápido, porque o pequeno estava chorando, e ela ficar com cheiro bem ruim.
De forma geral, eu indico para viagens!

E vocês, mamães, qual a mamadeira que mais gostam e indicam?
Beijinhos